C a r r e g a n d o . . .
Sobre
a WTT
Ao longo de mais de uma década, a WTT tem desempenhado um papel crucial no desenvolvimento e suporte de diversos mecanismos inovadores, desde soluções tecnológicas disruptivas até documentos técnicos voltados para políticas públicas de ciência, tecnologia e inovação (CT&I). A organização concentra seus esforços em várias agendas, incluindo agricultura regenerativa, bioeconomia e saneamento rural.

Baixe aqui o relatório anual de atividades da WTT [2023]

World-Transforming Technologies (WTT) é uma organização sem fins lucrativos criada em 2012 dentro do ecossistema da Fundação Avina para inicialmente atuar junto a pessoas inovadoras cujos projetos científicos e tecnológicos tivessem alto potencial de impacto em larga escala. Nos primeiros anos de trajetória, WTT contou com apoio de organizações como Good Energies Foundation e Instituto Arapyaú, que se somaram à Avina para fortalecer a iniciativa. Tecnologias disruptivas eram o foco de WTT, que ajudava cientistas a superarem o “vale da morte” da inovação. Desta época, permanece até hoje o vínculo com PERA Complexity, iniciativa dedicada ao desenvolvimento de tecnologias de energia, dessalinização e criptografia.

Em uma segunda fase, WTT passa a adotar a metodologia de desafios de impacto em seus projetos. Para isso, a equipe vai a campo conversar com comunidades e entender experiências de distintos territórios para então selecionar e pilotar, através de chamadas abertas, inovações que pudessem responder a problemas identificados. Projetos como Água+ Acesso, Algodão Sustentável e Cidades Resilientes destacam-se como exemplos dessa abordagem, contando com o suporte de parceiros como Instituto Coca-Cola, Instituto C&A e Fundação Avina.

Visando o impacto colaborativo e direcionado a grandes metas, WTT funda, em 2020, o Centro de Orquestração de Inovações. Pensado a partir da abordagem de inovação orientada por missões, o COI passa a impulsionar, através de uma metodologia própria, arranjos de inovação compostos por equipes cientificas especiais, organizações sociais e financiadores que, através de um trabalho colaborativo e complementar, desenvolvem soluções tecnológicas para desafios mapeados. Tecnologias de bioplástico, reúso de águas cinzas e biofilme para alimentos são alguns dos exemplos de projetos desenvolvidos por WTT dentro do COI. Konrad Adenauer Stiftung, iCS, Porticus, FJBSA, CLUA e Instituto Ibirapitanga são alguns dos apoiadores do COI ou de iniciativas que se originaram nele.

Atualmente WTT trabalha com a metodologia do COI e realiza a gestão de arranjos de inovação para o desenvolvimento de tecnologias. Além disso, dedica-se à incidência em políticas públicas de ciência, tecnologia e inovação (CT&I) para maximizar impactos positivos na sociedade, promovendo uma participação ampla e plural na construção de instrumentos políticos. A organização também executa projetos de gestão de mudança em colaboração com entidades públicas e privadas para fortalecer capacidades internas em CT&I.

A partir de uma equipe ágil e experiente, com expertise nos setores social e privado, WTT permanece fiel à sua ambição inicial de promover e fomentar o ecossistema de inovação de impacto na América Latina, estabelecendo pontes entre diferentes atores e promovendo inovação colaborativa de impacto. Ao compreender a inovação como um processo coletivo, a coprodução de conhecimento e inovação é inerente aos todos os programas da WTT.

 

2024

Colaboração com Centro de Sociobiodiversidade do Pará

Colaboração com Instituto Tecnológico Vale

Sociobiodiversidade da Amazônia e a Política de CT&I

Ciência, Tecnologia e Inovação para Transformação Ecológica nos Sistemas Agroalimentares

Inovação Orientada por Missões: contribuições para construção da nova política tecnológica e de inovação brasileira

Oficina Comunidades Tradicionais na SBPC

2023

1º Fórum Brasileiro de Inovação Orientado por Missões

Ciência, Tecnologia e Inovação Com o Semiárido

2022

Climate Solutions Lab

Negócios Alimentares Regenerativos

Futuro da Bioeconomia tem raízes na Amazônia

Guia Metodologico de Formação de Equipes Extraordinárias

Tecnologia de Bioplástico - Polipropileno Verde

2021

Chaco Innova

Tecnologia de Reúso de Águas Cinzas

Tecnologia de Revestimento de Frutas

Agroecologias do Brasil

2020

Missão Agricultura Familiar

Missão Bioeconomia

Centro de orquestração de Inovações (COI)

Mapeamento Better Together Challenge

2019

Iniciativa Haiti

Cidades Resilientes

2018

Algodão Sustentável

Água+ Acesso

PERA Complexity

2013

BRAERG

CUP Sciences

Advanced Inovation Center (AIC)

2012

Fundação da World-Transforming Technologies

Arraste
Quem somos
Conselho World-Transforming Technologies
Sean McKaughan • Gabriel Baracatt • Guillermo Scallan • Aparecida Gaspar • Valdemar Oliveira •
Gaston Kremer • Diretor Executivo
Gaston tem experiência em relações estratégicas, comunidades, negócios de impacto e em mediação de diferentes realidades. Antes de WTT empreendeu um negócio social de acesso à energia e desenvolvimento rural em países como Nigéria, Etiópia, Moçambique e Uruguai. Realizou estudos em ética e governança da tecnologia, finanças do clima e de energias sustentáveis e cooperação internacional. Acredita na tecnologia como um processo social onde as pessoas devem estar no centro.
Lara Ramos • Coordenadora de Programas e Políticas Públicas
Doutoranda e mestra em Política Científica e Tecnológica pela UNICAMP e graduada em Engenharia Ambiental pela USP. Tem experiência em pesquisa, consultorias e no setor público, principalmente com avaliação de políticas públicas e gestão de projetos. Dedica-se às temáticas de Sustentabilidade, Ciência e Tecnologia, com projetos em parceria com ICMBIO, Governo do Estado do Maranhão e movimentos sociais atuantes em territórios tradicionais do Brasil.
Cristiane Oda • Administração e Finanças
Cristiane é graduada em Ciências Contábeis (Universidade Estadual de Londrina) e Direito (Unibrasil), Pós-Graduada em Gerência Contábil, Auditoria e Finanças (Inbrape). Tem experiência de 12 anos na PUC/PR em gestão de projetos nacionais e internacionais, atuando na área contábil, financeira, administrativa, fiscal e prestação de contas. Além de seu aporte em WTT, também atua como Consultora Administrativa e Financeira em Fundação Avina.
Maria Angélica Jung Marques • Gestora de Ciência, Tecnologia e Inovação
Engenheira agrônoma e mestre em Zootecnia pela UFRGS, é Doutora em Engenharia e Gestão do Conhecimento pela UFSC com Pós-doutorado em Fatores Humanos e Resiliência na PUCRS. Foi diretora de Desenvolvimento Econômico Sustentável da Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Sustentável de Florianópolis, Diretora Executiva do Centro de Referência em Ambientes de Inovação da Fundação CERTI e Gerente de Ciência, Tecnologia e Inovação do Parque Tecnológico Itaipu. Tem experiência nas áreas de Desenvolvimento de Mecanismos e Ambientes de Inovação, com ênfase em ecossistemas de inovação, planejamento estratégico, inovação e coprodução.
Rafael Soares • Gestor de Ciência, Tecnologia e Inovação
Mestre em Engenharia Elétrica pela UnB com pós-graduação em Gestão Financeira pela FGV. Atuou no setor público junto ao Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação e com projetos de organizações multilaterais com o Banco Inter-Americano de Desenvolvimento. Tem experiência em gestão de projetos, programas e portfólio nas áreas de tecnologia, inovação, infraestrutura e desenvolvimento sustentável, com ênfase na liderança de equipes, gestão de riscos e otimização de processos.
Isabel Waquil • Analista de Comunicação
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul com experiência em organização de projetos e produção de conteúdo. Possui especialização em Gestão e Políticas Culturais pela Universidade de Girona (Espanha) e experiência de estudos em Ciência da Comunicação na Universidade Nova de Lisboa (Portugal). Produtora cultural no Goethe-Institut Porto Alegre entre 2015 e 2023, atualmente é Analista de Comunicação na World-Transforming Technologies